quinta-feira, 15 de outubro de 2015

O Monstro, Brincar Deus - Mês do Horror.

Ola Amigos atrasado de novo.
É a luta diária, que nos empurra contra a parede.
Hoje vamos falar do ícone, um entre os três maiores clássicos da Literatura
de horror, Frankenstein ou o Modreno Prometeu.
Curiosidade é que O Monstro não se chama Frankenstein, mas sim o seu
criador, Victor Frankenstein, a própria autora e criadora, não o nomeia, pois
ao aludir que a criatura é desgraçada por sua criação, não tem o direito assim
de ter um nome, Mary Shelley o denomina por vezes como "criatura", "monstro",
"demônio" e "desgraçado, por seu próprio criador, assim sendo o publico ligou o
nome do criador a criatura, passando a chamar a criatura pelo nome de seu "pai".
O romance de teor gótico, tendo criação no movimento romântico criado por
Mary Shelley, narra a história de Victor Frankenstein, um estudante de ciências
naturais que constrói um monstro em seu laboratório.
Mary Shelley escreveu o livro entre 1816 e 1817, quando tinha apenas 19 anos,
a inspiração para a criação do livro veio ao se encontrar em um período de férias
com alguns amigos e também escritores como, Percy Birshe Shelley, que virai a
ser seu marido lhe dando o nome Shelley, Lord Byron e Jhon Polidori,
eventualmente por conta de uma catástrofe natural, o Monte Tambora entrou em
erupção, lançando ao ar um milhão e meio de toneladas de cinzas deixando o
hemisfério norte sem verão em 1816, os amigos isolados por conta da catástrofe
confinados a este ambiente hostil, passavam o tempo lendo histórias de horror uns
para os outros, normalmente histórias alemãs que falavam sobre fantasmas
traduzidas para o francês.
Byron então propôs que cada um escrevesse um conto sobre fantasmas, Byron
escreveu um conto que usos parcialmente na conclusão de um poema chamado
Mazzepa, Polidori escreveria mais tarde o romance "O Vampiro", cujo mais
tarde inspiraria, Bram Stoker no seu Dracula, mas passados vários dia Mary
Shelley não conseguira criar uma história, por acaso ela teve uma visão, sobre
um jovem dando vida a uma criatura, esta seria a base para sua criação, da qual
ela desenvolveu sobre a forma de um romance encorajada por seu futuro marido.
Curioso também perceber que "O Vampiro" e "Frankenstein" tivera sua gênese
literária na mesma ocasião.
O romance foi adaptado, primeira mente para teatro, depois para um grande
numero de mídias,  tais como radio, televisão, cinema e quadrinhos.
O nome O Moderno prometeu vem do deus grego Prometeu, que quis dar aos
homens o fogo dos deuses, o roubando de Hefestos, assim os homens seriam
superiores as outras criaturas e se igualariam aos deuses, Zeus não contente
com esta atitude manda castigar Prometeu, Victor quis brincar de Deus.
Então vamos as artes.












Este ultimo minha ilustração usei lápis 2B, 4B e 6B, pincéis 440-0, 442-6,
308-0 e 221-00 com Naquin acrilex, puro e aguado, canetas Posca Preta e
Branca.

Então é isso pessoal, divulguem o blog, comentem, deixem criticas, dicas.
receitas de doces.

Até a próxima, peguem seus lápis.

1, 2, 3... Desenhando!